8 de outubro de 2004

o gosto dos belgas

Passo o primeiro dia no país de Hugo Claus quando em Portugal se comemoram os 94 anos da Implantação da Epública, essa evolução que trocou a monarquia por um mal menor. Aqui não só não é feriado, como os gajos ainda têm rei. Um rei! Mas que cena mais atrasada! E são estes gajos o centro da Europa. Um rei! Ah! ah! ah!

De resto, a Bélgica é um país doente. Basta ler qualquer livro do Hugo Claus para o perceber. Os excelentes A Caça aos Patos, Rumores e O Desgosto da Bélgica estão editados pela Asa e a bom preço. Recomendo.
Este povo é estranho. Já nem falo da pedofilia em barda, porque isso atinge uma tal dimensão que aí, no nosso querido país, não dá para percebermos. Felizmente. Falo de outras coisas. Por exemplo: não atravessam a rua enquanto o sinal dos peões não muda para o verde, mesmo que não venha nenhum carro (ficam especados no passeio, a olhar para ontem), mas, por outro lado, desconhecem a existência de bichas para os transportes. Mal chega o autocarro, precipitam-se todos alarvemente, aos empurrões, para entrarem (como nós só fazemos no Metro). Li uma vez que, em Moçambique, nas antigas longas filas para comprar víveres, bastava alguém sair da fila e deixar uma pedra no seu lugar que isso era respeitado e ninguém lhe passava à frente. Havia de isso se passar entre os belgas...

A falta de vogais de que sofrem os croatas é compensada pelo seu excesso na língua flamenga: Aanveers, Voorde, Caarloos Cuunhaa, etc. Devem ter dificuldades de leitura, porque estão sempre a repetir as vogais. Isso não impede que tenham excelentes escritores. Assim de repente lembro-me de... um. Hugo Claus. Deve haver mais, claro. Num país com dez milhões de pessoas, há-de haver mais escritores dignos desse nome. Por exemplo, em Portugal, com o inconveniente da luz, do bom clima e da boa comida, temos aí uns 4 ou 5. Ou mais. (Ora deixa lá ver: Agustina, António Lobo Antunes, Saramago, Mário de Carvalho, Lobo Antunes, Agustina Bessa-Luís, Mário de Carvalho - sem esquecer o Saramago, claro -, António Lobo Antunes, etc.). Bom, aqui há a desvantagem das miúdas serem giras, o que não ajuda nada à criação literária.

E a televisão! Já não me lembrava que eles dobram os filmes. Já não bastava dobrarem os livros (e que pena é, as livrarias são excelentes, muito agradáveis, com cafezinho e salas de estar, os livros têm edições muito atraentes, são baratos e bonitos), todos em estrangeiro, apenas em francês ou - pior - em flamengo, ainda estragam os filmes. Ontem passou o Quaresma e o filme estava dobrado em flamengo. Todo, todo. Não percebi quase nada da história - pouco mais do que quando o vi no Fonte Nova.

Já comi as famosas moules, o prato tradicional belga. São mexilhões! Simples mexilhões cozidos quase sem tempero, e acompanhados de... batatas fritas! Isto diz muito sobre um povo. O prato nacional belga (de francófonos e flamengos) é uma entrada em Portugal, uma coisa que se vende enlatada para os solteiros preguiçosos ou, na melhor das hipóteses, um petisco nas tardes de calor. E nós temos o bom senso de temperar os bichos, ao contrário do que faz esta gente. Claro que evitei as cervejas "especiais", com sabores (a vários tipos de xarope para a tosse), às corzinhas, adocicadas, patati-patatá. Graças a Deus (são católicos, vá lá...) há cervejas normais.

12 Comments:

Blogger Ricardo said...

Bruxelas foi para mim uma desilusão. Achei a cidade desequilibrada arquitectonicamente. Mas adorei Brugges!

Adorei os Moules, mas os que comi estavam com muito tempero (vinho branco e uma especiaria que esqueci-me qual). Também gostei de vários guisados que comi. Pena a cidade ser tão cara.

Os livros de facto são uma pena principalmente para mim que não tenho uma boa relação com o Francês.

Gostei do Blog!

8 de outubro de 2004 às 10:18  
Anonymous Anónimo said...

Há tb o Henri Michaux e o George Simenon e a Yourcenar que todos pensam que é francesa e na banda desenhada há muitos e muito bons.
Bruxelas é uma cidade muito bonita. O tempo deprime um pouco, é certo e é certo que deprimidos podemos ter as doenças que quisermos. Mas para grandes males grandes remédios, como o Hugo Clauss.

8 de outubro de 2004 às 13:51  
Blogger Alcabrozes said...

Não te esqueças de ver os preços dos carros! Em especial o teu querido Renault Mégane.
Abraços e boas férias!
PS: Sempre vais visitar o Marc?

o net pulha

8 de outubro de 2004 às 17:06  
Blogger Tino de Rans said...

A desconstrução de uns e o reforço de outros mitos deu-me fome. De leitura. O Tino, para campónio, não se desenrasca mal em francês. Quando regressares, informa o piloto do avião para virar 180º antes de entrar no aeroporto. É que descobriu-se a ponta de um iceberg que nos deixa as liberdades "fritas". Felizmente, o nosso presidente, com o seu costumeiro ar preocupado, circunspecto, pediu-nos para ter calma. Vá, traz de lá esse rei para dissolver o nosso parlamento e convocar eleições antecipadas.

10 de outubro de 2004 às 00:06  
Blogger Sofia said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11 de outubro de 2004 às 15:59  
Blogger Sofia said...

Caro CC, bem sabes como te estimo mas sofres aqui do síndrome “comidinha só a portuguesa” a queixar-se da falta de bifes com batata frita que tens todos os os dias ao almoço.

Abre os olhos e aproveita. Eles não têm apenas cerveja, eles têm muita cerveja! cerveja com sabor, cerveja de monges, cerveja loura, morena e ruiva, há todo uma paleta a descobrir.

E dos Moules, enfim, concordo na generalidade mas falta-te descobrir o verdadeiro dos talentos gastronómicos o Frituur, onde se frita tudo inclusive um familiar se quiser. É uma espécie de loja com aspecto de talho em que se deep fry basicamente tudo. Sim é gorduroso, mas batatas fritas assim há poucas (encharcadas de maionese).

Vá confesso, vivi aí por uns meses e gostei muito. Deixa lá a comida e vai sair mas é sair à noite noite a um barzito, bebendo cervejas, because you just don't count, e não te preocupes com o flamengo. É esquisita a língua mas sabem todos falar bem inglês. E já agora há muitos filmes versão original basta comprar um bom guia de cinema.

Claro que se te fartares tens sempre Amesterdão a 2 horas de distância ;)

11 de outubro de 2004 às 16:02  
Blogger O Corcunda said...

Na continuaçao do que disse a proposito dos seus disparates acerca do comunismo, gostaria de lembra-lo que o comunismo nao infere ou preconiza qualquer forma de democracia, muito menos pluralista... O comunismo portugues ainda menos, uma vez que nunca quis eleiçoes! Nos, os cristaos, temos de cerrar fileiras contra os erros que profere.
Que sandice e essa do PCP ser um partido a favor da liberdade de expressao e do catolicismo! Relembro que no Catolicismo que diz professar, a natureza do Homem e da sociedade nao e revolucionavel! A sociedade deve ser crista e com isso possuir as subsequentes virtudes!

Ha muito tempo que nao via alguem que se diz catolico proferir tanto disparate...

Tenha vergonha e deixe de escrever sobre assuntos que o ultrapassam...

Desejos de melhoras

O Corcunda

12 de outubro de 2004 às 13:36  
Blogger Sofia said...

Recomenda-se ao Sr. Corcunda que veja o filme "Romero" de 1989 com Raul Julia que fala sobre o Arcebispo Oscar Romero e da sua luta pela liberdade em São Salvador. E veja lá se o catolicismo pode ou não ser revolucionário... Não o homem não andou com metralhadora a chacinar ninguém mas teve a coragem de opôr-se a um regime e foi radical na sua opção. Vale a pena ver.

Mesmo agora na guerra contra o Iraque em que Papa manifestou ser contra, atitude que aqui em Portugal foi apenas defendida pela Esquerda.

12 de outubro de 2004 às 15:16  
Anonymous Anónimo said...

Tenho a certeza que depois destes comentários não voltas a Bruxelas.
Poças...não têem mais nada para fazer?

12 de outubro de 2004 às 15:27  
Blogger forass said...

Bélgica?!?!?! Foste à Bélgica?!?!? Mas que raio é que há na Bélgica? Pela descrição parece muito interessante (bocejo monumental), não admira que andem a enrabar criancinhas! Com comes e bebes desses, cerveja estragada e batata frita a boiar em maionese, não admira. Ao menos as pessoas são simpáticas? E gajas?!?!?
Bélgica?! Pelo mesmo preço tinhas ido visitar o Kremlin.

12 de outubro de 2004 às 15:31  
Blogger Tino de Rans said...

Pois é, para o senhor Corcunda, os bons católicos são apenas os pluralistas que, ostentando numa comunicação televisiva fotografias pessoais com o Papa e os filhos, pedem aos portugueses que não escutem o "ruído" dos críticos do governo.

12 de outubro de 2004 às 23:45  
Blogger 文章 said...

avdvd,色情遊戲,情色貼圖,女優,偷拍,情色視訊,愛情小說,85cc成人片,成人貼圖站,成人論壇,080聊天室,免費a片,視訊美女,視訊做愛,免費視訊,伊莉討論區,sogo論壇,台灣論壇,plus論壇,維克斯論壇,情色論壇,性感影片,正妹,走光,色遊戲,情色自拍,kk俱樂部,好玩遊戲,免費遊戲,貼圖區,好玩遊戲區,中部人聊天室,情色視訊聊天室,聊天室ut,成人遊戲,免費成人影片,成人光碟,情色遊戲,情色a片,情色網,性愛自拍,美女寫真,亂倫,戀愛ING,免費視訊聊天,視訊聊天,成人短片,美女交友,美女遊戲,18禁,三級片,自拍,後宮電影院,85cc,免費影片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,AV女優

3 de junho de 2010 às 07:11  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger

www.website-hit-counters.com