1 de outubro de 2004

A Concordata foi ratificada pelo Parlamento. Mais uma vez o Estado demonstra que continua a precisar da Igreja Católica. Ainda não se tornou independente e nunca mais se resolve a prosseguir com a sua própria iniciativa as actividades sociais, culturais e de protecção aos mais desfavorecidos que a Igreja leva a cabo. Não é, Daniel?

2 Comments:

Blogger Work Buy Consume Die said...

Engraçado: acho exactamente o contrário... A Igreja é que precisa do Estado. Só pensar aquilo que este lhe poupa em impostos...

3 de outubro de 2004 às 01:02  
Blogger marvi said...

Tem razão CC.
Se a Igreja Católica fechasse as portas de todas as suas obras sociais, seria demasiado evidente a incapacidade do estado para resolver problemas básicos, sobretudo na assistência aos idosos e no cuidado a crianças órfãs ou abandonadas.

7 de outubro de 2004 às 10:15  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger

www.website-hit-counters.com