7 de julho de 2004

homenagem a Baía

Agora que já passaram uns dias, há que dizê-lo com frontalidade: o Ricardo teve culpa no golo do Charisteas. Até o meu primo pequenino sabe que na pequena área quem manda é o guarda-redes. Neste país se o comentador televisivo diz que que o guarda-redes não tem culpa do golo, então temos um dogma inquestionável. Opinião própria? Que disparate. O Ricardo esconde-se atrás de 4 jogadores, à espera, se calhar, que a bola passasse pelos quatro por artes mágicas. Baía teria dado 2 passos à frente do Charisteas, agarrava a bola e dava um cachaço ao Costinha. O Quim teria feito o mesmo. Ou o Moreira. Ou um guarda-redes.

5 Comments:

Blogger cafajeste said...

Exacto, nem era preciso ser o Baía. Bastava um guarda-redes. Nem mais.

Abraço.

7 de julho de 2004 às 17:01  
Anonymous Anónimo said...

Assino por baixo. timshel

7 de julho de 2004 às 18:01  
Blogger Marco said...

O Ricardo teve culpa???
Então o que anda o Costinha a fazer atrás do avançado grego? O moço não sabe fazer marcações ou tava a dormir?
Até nesta foto se vê que a culpa é do Costinha!

8 de julho de 2004 às 00:04  
Anonymous Anónimo said...

Tenho de concordar com o Marco e acrescentar que isto até já parece perseguição ao rapaz. Esquecem rapidamente de quem nos colocou nas meias finais e neste mesmo jogo quem evitou por duas vezes (arrojando-se aos pés de um ..popoulos qualquer) que os gregos tivessem mais cedo demonstrado a força da razão sobre a do coração.

9 de julho de 2004 às 15:52  
Blogger mostrenGo Adamastor said...

A culpa não é do guarda-redes, neste caso.
O jogador que vês junto ao Charisteas - Costinha - falhou a marcação e deixou-se antecipar no salto. Talvez por distracção, cansaço, mas o certo é que não impedeu que o avançado grego rematasse.
Ricardo tentou sair da baliza, mas o outro avançado grego, como se pode ver um segundo antes da imagem que colocas, faz-lhe obstrução.
O Costinha já tinha falhado por duas vezes no jogo da Inglaterra: uma deu golo e a outra só não deu porque o RIcardo defendeu de forma milagrosa o remate de Owen.
Quanto ao Vítor Baía... se ele fosse titular, é certo que não passaríamos da 1ª fase, como aconteceu no Mundial.

P.S. - Gostei do blog e linkei.

http://substrato.blog-city.com

21 de julho de 2004 às 10:53  

Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger

www.website-hit-counters.com